Utilizamos cookies próprios e de terceiros para disponibilizar os nossos serviços e recolher informação estatística. Se continuar a navegar no Site, aceita a sua instalação e a sua utilização. Pode alterar a configuração ou obter mais informação sobre a nossa política de cookies.

Áreas
Menu
pt

Sintomas e alergias mais comuns em animais de companhia

Quais são os sintomas mais frequentes?

Sem dúvida o prurido (comichão) intenso é o sintoma mais característico. De forma secundária, o animal apresentará lesões, infeções secundárias ou perda de pelo.

As lesões podem aparecer no focinho, na zona ventral do pescoço, axilas, virilhas, abdómen e nas superfícies dorsal e ventral das patas. Em muitos casos, a otite externa pode ser o único sinal clínico apreciável.

Quais são as alergias mais comuns que se conhecem?

  • Alergia à picada de pulgas (DAPP): é a mais comum das alergias caninas. Apenas o controlo rigoroso das pulgas, tanto no animal como no ambiente em que vive, pode solucionar o problema.
  • Dermatite atópica: é conhecida com este nome a alergia provocada por agentes alergénicos ambientais, como os pólenes ou ácaros. A dermatite atópica canina (DAC) é uma síndrome complexa e multifatorial na qual tem um papel fundamental a genética do indivíduo e a sua relação com os agentes alergénicos implicados.
    A sintomatologia costuma aparecer entre os 6 meses e os 3 anos de vida. Habitualmente, os animais afetados sentem comichão no focinho, na zona ventral do pescoço, axilas, virilhas, abdómen e nas superfícies dorsal e ventral das extremidades distais. Em muitos casos, a otite externa pode ser o único sinal clínico.
  • Alergia alimentar (reação adversa ao alimento): alguns componentes da dieta podem ser a causa do quadro alérgico do doente. Nestes é possível observar os sinais digestivos concorrentes. A supressão do alimento ou do ingrediente agressor é o único modo de evitar os sintomas. Mais informações